Aldeias de Crianças 

SOS Moçambique

Vaga para Coordenador de Advocacia e Comunicação


Descrição da Vaga

A Aldeia de Crianças SOS Moçambique pretende admitir um (1) Coordenador de Advocacia e Comunicação a basear-se no Escritório Nacional em Maputo.

Finalidade da Posição:

  • O Coordenador de Advocacia e Comunicação é responsável por desenvolver e liderar proactivamente a implementação das estratégias de Advocacia e Comunicação da Aldeia de Crianças SOS – Moçambique.
  • Sob a direção geral do Director de Programas, o titular do cargo assegura que as estratégias de advocacia e comunicação da organização contribuam efetivamente para a missão da organização de construir famílias para crianças necessitadas, ajudando-as a moldar o seu próprio futuro e partilhando o desenvolvimento das suas comunidades.
  • Espera-se que o Coordenador de Advocacia e Comunicação lidere o esforço da organização para se posicionar como defensora dos direitos da criança, assegurando ao simultaneamente um fluxo de informação consistente e eficaz, tanto interna como externamente, que conduzam a uma maior e fortalecida visibilidade, financiamento e parceria para a organização.
  • O titular da posição devera representar a Aldeias de Crianças SOS – Moçambique em vários compromissos de advocacia de alto nível. Devera, igualmente construir, manter e reforçar as relações com os principais responsáveis políticos e decisores a nível nacional e provincial, outros defensores e coligações dos direitos da criança.

Responsabilidades:

  • Monitorar, conduzir análises e aconselhar regularmente a equipa de liderança sobre tendências, oportunidades e desafios em matéria de direitos da criança, proteção e salvaguarda da criança no pais;
  • Assegurar a ligação directa e a sinergia entre advocacia, comunicações e programas;
  • Em colaboração com a equipa regional, liderar a tutoria, o coaching e a capacitação dos trabalhadores em advocacia e comunicação, estabelecendo objectivos e responsabilidades claros;
  • Trabalhar em colaboração com a equipa de Monitoria e Avaliação para avaliar o impacto das estratégias de advocacia e comunicação;
  • Liderar os esforços da organização para influenciar as políticas, leis, regulamentos e directivas a nível nacional e provincial bem como os quadros regulamentares;
  • Construir parcerias estratégicas com agendas governamentais, organizações relevantes e principais partes interessadas para influenciar a política, a tomada de decisões e os quadros regulamentares;
  • Liderar e orientar o desenvolvimento e implementação de uma estratégia de comunicação para promover a visão e a missão da organização, bem como para assegurar a visibilidade das realizações e apoiar ou fortalecer as oportunidades de angariação de fundos;
  • Fornecer orientação no desenvolvimento de materiais de alta qualidade, bem fundamentados e bem acondicionados, impressos, médios de comunicação e comunicação audiovisuais e assegurar uma divulgação eficaz através de vários canais;
  • Assegurar que a organização tenha mecanismos de disseminação de conteúdos eficazes, eficientes e bem mantidos, incluindo website, ligações a redes sociais, eventos e campanhas.

Qualidades Esperadas:

  • Pensamento estratégico e analítico, lidando com diversas exigências e pressões de diferentes secções da organização para prazos frequentemente apertados;
  • Experiência na navegação em complexas dinâmicas politicas e sociais relativas a politicas de direitos da criança e estruturas reguladoras para alcançar consenso técnico;
  • Altamente inovador e eficaz na resolução de problemas;
  • Capacidade de dar prioridade e manter o foco enquanto ainda demonstra elevados níveis de orientação para o serviço ao cliente;
  • Responder a pedidos e requisitos ad hoc de qualquer membro da equipa de liderança ou unidade funcional/de trabalho;
  • Capacidade de utilizar o MS Office Suite, incluindo MS Word, Excel, e PowerPoint;
  • Capacidade de escrita muito forte em português e inglês;
  • Excelentes capacidades de comunicação e negociação;
  • Conhecimentos de monitoria, avaliações participativas e capacidades de investigação.

Requisitos Mínimos:

Educação:

  • Mestrado (ou Licenciatura e experiência comprovada) em Ciências Sociais, Humana, Estudos de Desenvolvimento, Direito, Politicas Publicas, Direitos da Criança, Relações Internacionais, Comunicações ou áreas afins.

Experiência:

  • 7 Anos de trabalho em advocacia e comunicação em organizações não-governamentais;
  • Experiência sólida em trabalho de advocacia, bem como profundo conhecimento das políticas, leis, regulamentos e estruturas reguladoras em Moçambique com enfoque nas crianças;
  • Experiência comprovada na liderança ou coordenação de campanhas de advocacia ou comunicação
  • Experiência e compreensão do sistema de direitos humanos da ONU, e da Carta Africana dos DireH tos e Bem-Estar da Criança e como estes funcionam;
  • Experiência em criar ou trabalhar com redes de influência, e uma capacidade de gerir diversas relações profissionais, assegurando assim novas oportunidades significativas para a organização;
  • Experiência em gestão de pessoal e orçamento.

Línguas:

  • Fluência de nível profissional em Inglês e Português oral e escrito.

Como se candidatar?

Os interessados poderão submeter as suas cartas de candidaturas acompanhadas por CV, copias dos certificados de habilitações, copia do BI e outros documentos de referência, para o seguinte email: Recruitment.SOS@soscvs.org.mz indicando no Assunto “NQ-CAD/2021”.

DATA LIMITE DE CANDIDATURA: 02 de Julho de 2021.

Encoraja-se a candidatura de mulheres e apenas os candidates Pré-selecionados serão contactados.

Indique a fonte da vaga na sua candidatura.