Vaga Para Oficial De Saúde Sexual E Reprodutiva
A Save the Children International (SCI), uma organização humanitária sem fins lucrativos com seu enfoque virado ao bem-estar da criança, pretende recrutar para o seu quadro de pessoal um (1) Coordenador de Protecção da Criança- CB-VG 37/2021 – Cabo Delgado.

Propósito

O(A) Coordenador(a) de Protecção da Criança do projecto BHA, irá é liderar o aumento e implementação das actividades de PC em resposta à emergência causada pelo conflito em Cabo Delgado-Pemba, COVID-19 Pandemia e estágio de recuperação do Ciclone Kenneth e Idai. Reportará ao Gestão de Projecto do BHA, trabalhando em estreita colaboração com o Gestão do Programa de PC, e garantir que as metas do programa sejam cumpridas.
Irá liderar a entrega da resposta PCE, fortalecimento de intervenções de Gestão de Casos, Saúde Mental e Apoio Psicossocial, incluindo Rastreamento e Reunificação de Família (FTR) e cuidados alternativos apropriados para crianças desacompanhadas, bem como fortalecimento da protecção criança baseada na comunidade mecanismos. Também irá gerir de linha os Oficiais de PC e fornecer liderança, supervisão diária, orientação e conhecimento
técnico e treinamento prático para equipas, parceiros e apoio aos trabalhadores da comunidade quando necessário.

Requisitos

Qualificações

  • Licenciatura em Serviço Social, Direitos Humanos, Relações Internacionais, Estudos de Desenvolvimento ou similar, ou experiência em campo equivalente.

Essencial

  • Mínimo de 5 anos de experiência em coordenação na área de Protecção à Criança trabalhando em contextos de fragilidade / emergência;
  • Experiência anterior e fortes habilidades em menores desacompanhados, crianças separadas UASC, gestão de casos FTR e SMAPSS;
  • Experiência anterior em gestão de equipa, incluindo recrutamento e treinamento no trabalho;
  • Experiência em programas integrados e gestão de projectos;
  • Capacidade de identificar as principais lacunas na protecção da criança em um determinado contexto para informar uma resposta holística para as crianças;
  • Conhecimento e experiência no uso de padrões e diretrizes interinstitucionais estabelecidos em protecção da criança, como as Diretrizes Interinstitucionais para Crianças Separadas e Desacompanhadas, os Princípios de Paris, MRM, Manual de Espaços Amigáveis da Criança de SC e os Padrões Mínimos para Crianças Protecção em Acção Humanitária, Padrões Humanitários Fundamentais e Padrões de Esfera;
  • Experiência e compromisso de trabalho por meio de sistemas de participação e responsabilidade da comunidade;
  • Experiência em monitoria e avaliação de programas de protecção à criança em contextos de emergência, transição e desenvolvimento;
  • Experiência na capacitação e no fortalecimento da compreensão e resposta de vários responsáveis pela protecção da criança;
  • Experiência de trabalho e apoio parceiros locais;
  • Capacidade de escrever avaliações e relatórios para projectos claros e bem fundamentados;
  • Excelentes habilidades de comunicação;
  • Fortes habilidades de influência e experiência em advocacia;
  • Política e culturalmente sensível com qualidades de paciência, tato e diplomacia;
  • A capacidade e vontade de ser extremamente flexível e acomodando-se em circunstâncias de trabalho difíceis e às vezes inseguras;
  • Compromisso e compreensão dos direitos da criança, dos objectivos e princípios da SC e dos padrões humanitários, como a Carta da Esfera e o Código de Conduta. Em particular, boa compreensão do mandato do SC com enfoque na criança e a capacidade de garantir que isso continua a sustentar nosso apoio.

Enviar um comentário

0 Comentários