Vaga Para Director De Operações


O GRP opera numa região de 2,8 milhões de hectares no norte de Sofala, Moçambique, onde o Departamento de Operações é responsável por fornecer serviços essenciais para apoiar a visão, estratégia e planeamento a longo prazo da instituição. Estes serviços são prestados por meio de cinco sectores:

– Planeamento Estratégico e Controlo de Conformidade;

– Infraestruturas;

– Serviços Técnicos e Gestão de Frota;

– Compras;

– Logística.

O Director de Operações é responsável por consolidar os planos operacionais anuais dos diversos departamentos e, a partir daí, atribuir prioridades à aquisição e alocação de recursos para entregar os serviços operacionais com sucesso no âmbito do orçamento operacional anual e dos recursos disponíveis.

O Director de Operações acompanhará e monitorará o Plano Operacional Anual e o Orçamento associado para garantir que os projectos sejam concluídos no prazo, dentro do Orçamento e de acordo com os padrões exigidos. Eles garantirão que o GRP tenha um conjunto de políticas, procedimentos e SOPs para apoiar a execução do Plano de Operações e que a organização opere com a máxima eficiência e, além disso, esteja totalmente em conformidade com todas as políticas, procedimentos e regulamentos aplicáveis.

RESPONSABILIDADES PRINCIPAIS

A: Planeamento Estratégico

O Director de Operações lidera o processo de planeamento e conformidade com o plano dentro da organização. Dentro desta função, os planos de curto, médio e longo prazo são desenvolvidos em conjunto com os Directores Departamentais, para:

– Atribuir prioridades aos projetos organizacionais centrais;

– Formular os planos de recursos associados;

– Estabelecer previsões orçamentais;

– Criar cronogramas de actividades, responsabilidades, rastreamento e avaliação para garantir que os planos sejam realizados;

– Identificar e rastrear as principais métricas de desempenho;

– Apoiar a implementação de projectos.

B: Controlo de Conformidade

– Rever as políticas de operações e SOPs da organização para confirmar o alinhamento com os objetivos do GRP e garantir a conformidade com as políticas em todos os departamentos;

– Rever todas as políticas de doadores para confirmar o alinhamento com as políticas e práticas do GRP em todos os departamentos;

– Maximizar a eficiência organizacional e produtividade por meio de análise de processos e colaboração interdepartamental. Melhorar métodos, sistemas, processos e estruturas.

C: Infraestruturas

O sector de infraestruturas é responsável pela coordenação de todos os projectos de infraestruturas que são executados pela equipa de infraestruturas interna do GRP, bem como por fornecedores de serviços externos. Todos os projectos são realizados no âmbito de um Plano Director para cada um dos locais de operações que estão localizados ao longo dos 2,8 milhões de hectares de envolvimento do GRP. As responsabilidades incluem:

– Revisão constante dos Planos Directores de infraestruturas para garantir que estejam actualizados e alinhados com o plano estratégico;

– Planeamento e programação eficazes de projectos de infraestruturas desde a concepção até a conclusão;

– Coordenação com cada departamento para garantir que os projectos de infraestruturas sejam cuidadosamente elaborados para atender às necessidades actuais e futuras do departamento;

 Coordenação com arquitectos para produção de projectos, lançamento de licitações e indicação de empreiteiros;

– Supervisionar a preparação de planos de manutenção de curto, médio e longo prazo para garantir que os activos de infraestruturas substanciais do Parque sejam mantidos com os mais altos padrões e que os reparos e manutenção do dia-a-dia sejam geridos de forma eficaz;

– Garantir que os mais altos padrões sejam mantidos por empreiteiros internos e externos e que haja total conformidade com os requisitos dos doadores para o desenvolvimento de projectos de infraestruturas.

D: Serviços Técnicos e Gestão de Frota

O GRP tem um amplo investimento em instalações e equipamentos e uma frota de mais de 150 veículos. O departamento é responsável por manter todas as instalações e equipamentos nos mais altos padrões e gerir constantemente a aquisição, reposição e descarte destes activos.

O Director de Operações irá garantir que as políticas, procedimentos e SOP apropriados estejam em vigor para gerir com eficácia estes activos. Por meio destas políticas, procedimentos e SOP’s, bem como da implementação de procedimentos e sistemas de gestão de frota eficazes, o objectivo é reduzir o custo de operação e estender a vida útil dos activos.

E: Compras

O Director de Operações, em conjunto com o Gestor de Compras, é responsável por garantir que o alto volume de pedidos gerados pelos departamentos seja processado de forma eficiente, com baixo índice de erros e com o correcto “mix” de preço / qualidade. Por meio da implementação de controles eficazes e procedimentos de auditoria, o Director de Operações eliminará a probabilidade de transações fraudulentas.

O Director de Operações monitorará constantemente as métricas de aquisição e armazenamento para garantir que as metas de desempenho sejam atendidas e que os estoques sejam mantidos nos níveis correctos.

O Director de Operações construirá parcerias estratégicas com parceiros de compras.

F: Logística

O Director de Operações garantirá que o GRP tenha um conjunto de Políticas, Procedimentos e SOPs para optimizar o uso de veículos e outros recursos. Em coordenação com os Directores de Departamentos e controladores de frota, o Director de Operações garantirá que estas políticas, procedimentos e SOP sejam aplicados para optimizar o uso de veículos para garantir que o GRP utilize a sua frota com eficiência máxima.

REQUISITOS

a) Licenciatura em engenharia, negócios ou áreas afins;

b) Competências técnicas e de gestão diversas;

c) Excelentes habilidades de comunicação com fortes habilidades interpessoais e de negociação;

d) Conhecimento profundo do ciclo de projectos e gestão de projectos;

e) Grande experiência na elaboração e acompanhamento de projectos de acordo com orçamentos;

f) Experiência profissional de, pelo menos, cinco anos em cargo equiparado;

g) Excelentes conhecimentos de informática (Excel e bases de dados);

h) Fluência em Inglês (escrito, lido e falado). Será dada preferência a candidatos com competência na língua Portuguesa.

i) Experiência de viver e trabalhar em áreas rurais.

Como se candidatar 

Para se inscrever, envie o seu CV e Carta de Apresentação para: mikem@gorongosa.net

 

 

Local: Sofala