Vaga Para Conselheiro Leigo Supervisor


O nosso Cliente é uma prestigiada organização que actua na área de Saúde.

FUNÇÃO

Será responsável por coordenar e apoiar os restantes conselheiros, nas actividades de aconselhamento e de educação em saúde para os utentes e familiares nas Unidades Sanitárias nos diversos serviços: aconselhamento e educação para os doentes crônicos, (TB, HIV – ATS & TARV/Adesão, IO, Diabetes, Hipertensão), Saúde Sexual e Reprodutiva, Saúde Infantil e do Adolescente, Saneamento do Meio, seguimento e gestão dos GAAC, etc. a fim de encorajar prevenção e/ou correcto seguimento e tratamento destas doenças ocupando um lugar de destaque num ciclo de cuidados contínuos de saúde; pelo aconselhamento para a testagem em HIV, pré e pós-teste aos utentes voluntários e/ou pacientes referidos por outros sectores (enfermaria, consultas externas, SMIPNCT, etc.) referenciando casos positivos para seguimento Serviço TARV; por realizar despiste de Tuberculose e ITS, referenciando casos suspeitos para devido seguimento; pelo acolhimento inicial e abertura de processo clínico a crianças e adultos incluindo grávidas e lactantes; por realizar aconselhamento a pacientes que iniciaram TARV (sessões pré-TARV); por realizar aconselhamento a pacientes que apresentam risco de baixa adesão no contexto clínico; por preencher ficha de seguimento aconselhamento, reportando informações relevantes quanto ao seguimento psicossocial de cada paciente; por diariamente visitar enfermarias (adulta e pediátrica), prestando apoio psicossocial a pacientes inscritos no serviço TARV e suas famílias, velando para que não haja perda de seguimento durante o tempo de internamento; por apoiar as enfermeiras SMI no seguimento das mulheres grávidas no âmbito da PTV CCR; pelo aconselhamento de sensibilização para a prevenção positiva; por realizar aconselhamento especial ligado a revelação diagnóstica da criança/adolescente; por incentivar a formação de grupos de apoio a pacientes com doenças crônicas dentro da Unidade Sanitária; por preparar o plano das sessões de grupos de apoio antes do dia da sua realização tendo em conta os conteúdos pré-definidos sem descurar a abordagem dos outros conteúdos levantados e ou propostos pelos membros; pela educação nas Unidades sobre várias doenças endêmicas/sazonais características de cada região/zona; por apoiar na criação, organização e orientação de palestras e grupos de apoio adulto e pediátricos na unidade sanitária; pela educação para promoção de bons hábitos de higiene e segurança alimentar; por participar eventualmente em actividades de capacitação dos grupos comunitários na comunidade, comunicando mensagens de promoção de saúde, redução do estigma/discriminação, etc.; por apoiar equipe clínica na sensibilização dos pacientes com critérios para inclusão no GAAC; por aconselhar o paciente sobre as vantagens de inclusão no GAAC e necessidade de seguimento de adesão; por receber os membros do GAAC e avaliar adesão ao TARV de forma individual e grupal; por participar no processo de capacitação dos pontos focais dos grupos para disseminação de mensagens correctas de adesão; por participar do processo de supervisão periódica nos encontros dos grupos, para avaliação da responsabilização existente no grupo e componentes de auto-ajuda; por fazer seguimento dos pacientes referenciados para Apoio Psicossocial; pela participação regular em encontros multidisciplinares de coordenação do TARV; por participar em encontros de coordenação a nível dos distritos com parceiros comunitários, CBOs, Activistas; por colaborar para o bom andamento das actividades em equipa multidisciplinar; por facilitar o fluxo de atendimento e acompanhamento dos utentes entre os diversos serviços da Unidade Sanitária (PNCT, Serviço TARV adulto e pediátrico, Enfermaria, CPNSAAJCCR, etc.); por identificar os recursos disponíveis na comunidade e estabelecer sistemas de referência e contra-referência de acordo com as necessidades identificadas e coerentes com a realidade onde actua (cuidados domiciliários, busca activa de faltoso/abandonos ao Serviço, visitas domiciliares, apoio alimentar, etc.); por apoiar no bom preenchimento dos registos de APSS&PP e testagem; por apoiar na produção de relatórios mensais e trimestrais das actividades da área de APSS&PP, incluindo testagem; por realizar encontros periódicos com os conselheiros leigos para discutir os dados, identificar dificuldades e definir soluções; por garantir que o fluxo de atendimento a vítima de violação sexual esteja funcional ao nível da unidade sanitária e que os instrumentos sejam devidamente preenchidos (Fichas de Notificação, Livro de PPE); por realizar um relatório mensal de actividades desenvolvidas na Unidade Sanitária e submeter ao seu supervisor.

Requisitos

  • Minimo do Ensino Médio Geral ou equivalente;
  • Experiência solida e comprovada do aconselhamento às PVHS, será uma vantagem;
  • Bom conhecimento das políticas e protocolos do MISAU na área de envolvimento comunitário e HIV (PTV e C&T);
  • Fluente na língua local e bom domínio da língua portuguesa;
  • Boa capacidade de comunicação;
  • Experiência de trabalho em apoio psicossocial, trabalho com grupos comunitários;
  • Facilidades de trabalhar em equipa multidisciplinar e comunicação interpessoal;
  • Conhecimento em Programa de Computador: Word, Excel, Power Point e Microsoft Outlook.

Oferecemos

A oportunidade de integrar uma empresa sólida e reconhecida, que proporciona remuneração compatível com a função.

 

CANDIDATAR-ME

 

DATA LIMITE DE CANDIDATURA: 30 de Dezembro de 2021.